sexta-feira, 10 de julho de 2009

Blogagem colectiva - "S. Pedro de Moel – paraíso entre o pinhal e o mar"


Um pequeno paraíso entre o imenso Atlântico e o magnífico pinhal de Leiria, que valeu o cognome a D. Dinis, “plantador de naus a haver” como o define Pessoa. Foi aqui, neste paraíso, freguesia e concelho da Marinha Grande, distrito de Leiria, que passei 8 anos seguidos das minhas férias da adolescência e é, para mim, o lugar ideal.

Em São Pedro, fiz amigos para a vida, passei momentos felizes, que hoje são memórias carinhosas. Lugar escolhido por Afonso Lopes Vieira para erigir a sua casa, São Pedro de Moel é um lugar natural e cosmopolita. A praia linda, mas de água gelada, o pinhal, com parque de merendas e circuitos para passeios de bicicleta. Eu diria que é um lugar onde a civilização chegou, mas no seu melhor, em harmonia com a natureza. Conheço poucos, muito poucos lugares assim.

São Pedro de Moel, onde a natureza é rainha, mantém-se um paraíso, a minha terra de eleição para umas férias de sonho.





Nota: este texto está integrado na blogagem colectiva proposta pela Susana de Aldeia da Minha Vida, subordinada ao tema "As Férias na Minha Terra". Se quiser votar neste texto, visite o referido site e na barra lateral esquerda vote ou então no selo que no presente site se encontra na barra lateral direita.

3 comentários:

Susana disse...

Olá Maggie!

Parabéns pela postagem! Respirar o ar puro dos Pinhais de D.Dinis e o ar do mar, pode ser de facto uma boa sugestão para passar um belo dia de sol, seja no Verão ou mesmo no Inverno.

Obrigada pelo contributo!
Um abraço, Susana

Teresa disse...

Maggie
Já deixei o meu comentário no outro blogue. Mas resolvi espreitar o seu blogue por curiosidade, por reconheci o nome do desafio que me foi proposto pela Marta (Havidaemmarta). Acho que a virei visitar mais vezes e também é bem vinda no meu blogue.
Bjs
Teresa

natalia disse...

S. Pedro de Moel

Aqui passei durante alguns anos férias eram os meus dois netos pequeninos um deles bébé, sempre comigo os levei para a praia, permanecíamos no parque de campismo
e lá descia a ladeira com um ao colo e o outro p'la mão, pois o avô
nem sempre estava.Mesmo com todo este trabalho, recordo com muita saudade, porque a praia é maravilhosa, o ar que se respira é muito bom e tudo é era muito agradável.Por me trazer tão boas recosdações vou deixar o meu voto.

Um beijinho e boa sorte